FICHA DE INSCRIÇÃO     

Circuito Colônia Marcelino

SAO JOSE DOS PINHAIS / PR / Brasil

dia 24-06-2018

Para fazer a inscrição, preencha os dados abaixo:

Sr(a). Usuário(a).
É obrigatório a leitura e aceitação do Termo de Conduta neste Evento.
Clique no Link Abaixo e leia com atenção.  Depois marque o BOX Li e Aceito o termo .

Marque aqui -> OBRIGATÓRIO   

CLIQUE AQUI e LEIA o TERMO  



Se você já usou esta inscrição antes, coloque seu documento e email e pressione o botão PEGA MEUS DADOS

     

 Por Favor, NÃO UTILIZE o mesmo e-mail para várias pessoas. Isso poderá prejudicar a visualização do seu histórico.


Por Favor, responda as perguntas abaixo.

Reserva para o Café ?


Leia com atenção

Reserva para o Almoço ?


Leia com atenção

Alergico a medicamentos ?

Você possui algum tipo de Problema de Saúde ? caso sim , informe ao lado.

Em emergencia ligar para (Nome/Telefone)

Voce deseja receber informaçoes de outros Eventos ?

Você pratica exercícios físicos em que periodicidade ?

Responsável: Sergio Fila/ Francisco/ Maria/ Dani/ Marcos/ Michel/ Isabella

E-mail:  turismo@sjp.pr.gov.br
Tel: (41) 3381-5812    (41) 3381 5813


Distância: 11000 Metros

Duração: 180 minutos

Condição do terreno: Percurso com piso irregular

Esforço físico: Esforço significativo

Orientação do percurso: Caminho ou sinalização que indica a continuidade

Severidade do meio: Moderadamente severo

Code ANDA/IVV: 1167

Nível intermediário de esforço, percorrendo estradas rurais, propriedades particulares, trilhas, subidas, descidas, degraus e obstáculos naturais em meio à plantações, estradas de roça e mata.

Concentração
Salão da Igreja São Pedro

Colônia Marcelino - São José dos Pinhais - Paraná

Credenciamento: 7h às 10h  Ao chegar no local, os inscritos via internet procure pela letra inicial de seu nome, assine o termo de responsabilidade e retire seu crachá para carimbos.
Saídas: 8h às 10h.
Atenção: Chegadas carimbo final até às 13h. (as equipes de apoio e carimbo final estarão encerrando seus trabalhos também neste horário).

 

Alimentação (trazer dinheiro em espécie, não se aceita cartões).

Café da manhã completo R$ 15,00. Pães, bolos, tortas, sucos, frutas, etc.
 

Almoço no Salão da Igreja (local da concentração) R$ 30,00 Churrasco, arroz branco, risoto, maionese, pierogi, farofa e 6 tipos de saladas.

 

Haverá feira de produtos da região no local da concentração.

 

Camisetas: Você poderá adquirir a camiseta exclusiva das Caminhadas na Natureza SJP , custo R$ 20,00 também terá moletom mais informação através do telefone (41) 3383 3061. Portela Bordados email: portelabordados@gmail.com

 

Água: Trazer sua garrafa com água, você poderá reabastecer ou comprar nos pontos de apoio e carimbo.

 

 

CURTA https://www.facebook.com/Caminhada-Internacional-da-Natureza-de-S%C3%A3o-Jos%C3%A9-dos-Pinhais-1880322218909861/?fref=ts

  • Passaporte: Não esqueça de trazer seu porta crachá e a sua carteira IVV (passaporte), quem não tiver retire no carimbo final!
  • Rios e Lagos: Haverá passagem as margens de represas e rios, portando muito cuidado também com as crianças não deixando-as caminharem desacompanhadas.
  • Alonga-se: O alongamento é necessário antes da caminhada e também depois da caminhada, tanto os membros inferiores quanto os superiores. Isso pode evitar lesões.
  • Hidrate seu corpo: Beba bastante água para hidratar, pode beber antes, durante e depois da caminhada.
  • Mantenha a postura adequada: É importante permanecer ereto, olhando para frente e com o abdome contraído.
  • Carrinho de bebê: Não é possível transitar em trilhas e estradas rurais com carrinhos de bebê.
  • Use tênis e roupas adequadas.   

 

Colônia Marcelino

Localizada a 30 km da sede, é o 2º maior produtor de camomila do Paraná e 3º dos país, se destacando na paisagem e deixando uma suave fragrância no ar. A religiosidade é expressa na arquitetura, por meio dos ricos detalhes, tanto da Capela São Pedro e São Paulo como a Igreja Ucraniana Santíssima Trindade. Existe na Colônia o Grupo Folclórico Ucraniano Soloveiko.

 

Descrição e histórico: A área da colônia é de 2.642.600 m2, e faz divisa com as localidades de Campestre, Faxina, Espigão, Rio Abaixo, Queimadas, Retiro e Colônia Matos, e com os municípios de Mandirituba e Fazenda rio Grande.
As primeiras famílias, vindas da Castelhanos, estabeleceram-se na Marcelino por volta de 1897, ato este representado por um Cruzeiro edificado em 1899, que foi substituído por outro de concreto e uma placa de mármore.
O nome da colônia homenageou o antigo proprietário de toda a extensão de terras da Colônia Marcelino, o coronel Marcelino José Nogueira, que foi um dos primeiros comerciantes na região de Campo Largo da Roseira, às margens do Miringuava. Vendia mantimentos “fiado” e os pequenos colonos, não tendo como saldar seus débitos, pagavam-no com terras e, por volta de 1890, o coronel Marcelino facilitou a venda das glebas aos imigrantes e descendentes de ucranianos e poloneses. Seus restos mortais encontram-se em um mausoléu.
Habitada por descendentes ucranianos que buscam no meio agrícola o desenvolvimento da região, tornando-a grande produtora de cheiro verde, batata salsa, pimentão, trigo, camomila, e diversas toneladas de outros produtos. Produziu em 1994, 60 toneladas de camomila, fazendo de São José dos Pinhais o 2º maior produtor nacional. Criam peixes para a comercialização nas feiras municipais de abastecimento.
Destaca-se na paisagem a estocagem de feno de papoã, também denominada de configuração meda – comum na Europa e países de clima frio. O capim é cortado e desidratado, podendo durar todo o inverno, garantindo a alimentação animal.
Existem duas igrejas católicas: uma de rito católico-latino e outra de ucraniano, porém as duas unem-se nas procissões de Corpus Christi ou em outras celebrações importantes como Páscoa e Natal. Dois cemitérios, um para os descendentes de ucranianos e outro para as demais descendências (portugueses, brasileiros, poloneses).
Um dos primeiros poloneses a fixar residência na Colônia Marcelino foi o Sr. Albert Inkot, cuja família mantinha, no início do século, o maior moinho de trigo e centeio da região de Marcelino. O Bar e Mercearia Buiar é o mais antigo da Colônia; no início do século ali funcionava a marcenaria do Sr. João Buiar, que fabricava violinos e outros móveis e instrumentos. A fábrica funcionou até 1948, depois transformada pelos filhos em bar, que até hoje funciona sob a direção de seu neto.
- A Festa do Trigo, tradicional, é em agradecimento à boa colheita. Realizada por descendentes de ucranianos durante o verão (janeiro), buscando preservar um costume tradicional da época, que no país de origem é marcado pelo frio. Os participantes da festa têm oportunidade de saborear alguns pratos típicos como kutiá (um preparado de grãos de trigo), perohê (pastel cozido) e holuptsi (charuto), e pastel assado, pão caseiro, panetone, risoto, saladas, galinha caipira recheada, costela, churrasco e bebidas. Procurando valorizar as tradições e a cultura, durante a festa são comercializadas peças do artesanato típico ucraniano, como pêssanka, louças e bordados. É abrilhantada por várias apresentações de grupos folclóricos como o Soloveiko (da própria Colônia) e o Wawel (Colônia Murici).

 

LEIA ESTE TERMO, VOCÊ ASSINARÁ NO LOCAL ( Não é necessário levar nada impresso)

Autorizo, como participante da 5ª Caminhada Internacional na Natureza – Circuito Colônia Marcelino 2018, o uso de minha imagem para divulgação, eletrônica ou impressa, em qualquer material publicitário, incluindo edições futuras deste evento e de outros similares.

Declaro ainda estar ciente das condições gerais do evento e estar em plena condição física para participar da Caminhada Internacional na Natureza. Desta forma, isento de responsabilidade, por acidentes que possam vir a ocorrer comigo ou terceiros ligados a mim e de indenizações de qualquer espécie: os organizadores do evento, a Prefeitura Municipal de São José dos Pinhais e os proprietários dos terrenos por onde será realizado o percurso.

São José dos Pinhais, 24 de junho de 2018.

COMO CHEGAR

Transporte Coletivo

De Curitiba a São José dos Pinhais- Saídas do terminal Guadalupe, rota E05  de Curitiba a São José as 6h02min e ao chegar no terminal central em São José dos Pinhais pegar a linha abaixo:
Em São José dos Pinhais Linha Colônia Marcelino - Terminal Central de São José dos Pinhais, saída às 7h10min. Retorno às 13h10min,

Veículo

Via BR 116: Curitiba sentido Rio Negro; segue  passando por Fazenda Rio Grande até o pedágio, segue mais 500m e entra no primeiro posto (Posto Taborda Petrobrás), no final do pátio do posto entra em estrada rural, seguindo placas indicativas por mais 11km até o local da concentração.

Via Avenida das Torres: Passando o portal segue por mais 2km entrando a direita na Globo Renault, pegando a Av Rui Barbosa; deste ponto segue sempre em frente, através das placas indicativas, até o local. Você percorrerá sentido Cachoeira, Agaraú, Cotia e em seguida Colônia Marcelino.

Atenção: A sinalização para a caminhada estará via av RUI BARBOSA, utilize este acesso e siga as placas indicativas.

Motorista dirija com cuidado, em via de cascalho pode ser escorregadia.

Via Br 376 o acesso está fechado na altura do Posto Cupim,  por este caminho entrar a direita após a ponte, antes Cia Aurora ou acesso pela VW Audi.

COORDENADAS DO LOCAL PARA GPS   -25.747902,-49.236508 

Google Maps clique aqui

Final da Rua Vereador Domingos Benvenuto Moleta - São José dos Pinhais - Paraná.