Circuito Serra das Pedras

Pirai do Sul - PR - Brasil

  • AraucYria.jpgAraucYria.jpg
  • Flona de PiraY do Sul.jpgFlona de PiraY do Sul.jpg
  • Cascata.jpgCascata.jpg
  • Estrada.jpgEstrada.jpg
  • Caminhada santuario.jpgCaminhada santuario.jpg
  • SantuYrio N Sra das Brotas.jpgSantuYrio N Sra das Brotas.jpg
  • vacas leiteiras.jpgvacas leiteiras.jpg
  • Quati.jpgQuati.jpg
  • Feira agricola.jpgFeira agricola.jpg
  • Vista Sa das Pedras.jpgVista Sa das Pedras.jpg
  • Mo da OnYa.jpgMo da OnYa.jpg
  • Pinus.jpgPinus.jpg
  • Serra das Pedras.jpgSerra das Pedras.jpg
  • Santuario N S Brotas.jpgSantuario N S Brotas.jpg
  • coruja.jpgcoruja.jpg
  • Bugio.jpgBugio.jpg

As inscrições começam à partir de 28-03-2016 ate 03-06-2016 as 23:59

Faça sua Inscrição

Informações do Evento:

  • De: 05-06-2016
  • 08:00 - 12:00
  • Pirai do Sul - PR - Brasil
  • Distância: 15 Kms (exatos 14.500 mts)
  • Saída : Floresta Nacional de Piraí do Sul - Estrada do Cerne, km 152, bairro Machadinho
  • 169 inscritos, de 350 vagas.
  • Num. Carimbo : 1239
  • Idade Mínima: 5 anos
  • Nota Média Avaliação em 2015: 9.31
  • Esforço físico : Esforço significativo
  • Orientação do percurso : Caminhos e cruzamentos bem definidos
  • Severidade do meio : Pouco severo
  • Condição do terreno : Percurso com piso irregular
Aguarde o Gráfico...

PERCURSO

A caminhada terá início da sede da Floresta Nacional de Piraí do Sul, onde será servido o café da manhã (opcional, vide informação abaixo). Após o percurso em meio aos plantios de árvores e à mata nativa desta Unidade de Conservação (com alguma sorte é possível visualizar bugios e outros animais silvestres), os participantes entrarão no município de Castro, percorrendo tranquilas estradas rurais dos bairros Guabiroba e Onça, na Serra das Pedras, incluindo a passagem por uma pequena cachoeira. Em seguida o caminho retorna ao município de Piraí do Sul, com chegada no Santuário de Nossa Senhora das Brotas, onde os caminhantes poderão almoçar (opcional, vide informação abaixo) e adquirir produtos orgânicos da agricultura familiar, diretamente dos produtores rurais da região. No local haverá também o sorteio de brindes aos participantes que houverem concluído a caminhada.

Para os mais dispostos, há uma variante no meio do caminho, que acrescenta 2.000 metros ao percurso (ida e volta), chegando ao topo do Morro da Onça, a 1.350 metros de altitude, ponto culminante da região, com bela vista panorâmica.

Aos participantes sugerimos reservar um tempo para a visita ao Santuário de Nossa Senhora das Brotas, padroeira do Caminho das Tropas, no final do percurso.

Lembramos que os participantes deverão iniciar a caminhada entre 8h e 9h30, para poder contar com a estrutura de apoio e concluírem o percurso a tempo de almoçar.

 

REFEIÇÕES

O café da manhã caseiro, servido das 7h30 às 9h, tem o custo de R$ 10,00 por pessoa e inclui itens salgados e doces, pão, café, leite e chá. Será comercializado exclusivamente mediante depósito bancário antecipado, até o dia 3 de junho (sexta), no banco Itaú (banco nº 341), agência 3779 (Piraí do Sul), conta corrente 03926-6 (Edson Oliveira Castanho).

Não se esqueça de trazer seu comprovante de depósito original no dia da caminhada. Sua apresentação é indispensável.

 

O vale para o almoço, no final da caminhada, poderá ser adquirido ao custo de R$ 17,00 por pessoa, diretamente no início do percurso.

 

EXERCITE SUA SOLIDARIEDADE!

No início da caminhada haverá um ponto de coleta para alimentos não perecíveis (arroz, feijão, café, macarrão, leite em pó ou longa vida, farinha de trigo, etc) e outro para coleta de ração para cães e gatos. Os produtos arrecadados serão destinados a entidades assistenciais de Piraí do Sul e Castro.

 

NÃO ESQUEÇA!

Utilize roupas e calçados adequados, resistentes e confortáveis;

Se já tiver, traga sua carteirinha de caminhante (IVV/AndaBrasil/Emater) para ser carimbada;

Traga sua garrafinha de água, protetor solar, repelente, câmera fotográfica;

Alongue-se antes e depois da caminhada.

 

HOSPEDAGEM EM PIRAÍ DO SUL

Hotéis no Centro de Piraí do Sul (6 km do início da caminhada):

- Hotel Eldorado – Av. 5 de março, 506. Tel. (42) 3237-1235 / www.eldoradohotel-piray.com.br

- Victor Hotel - Rua João Torres Pereira, 404. Tel. (42) 3237-1511

- Hotel Uirapuru - Av. 05 de março, 511. Tel: (42) 3237-1717

- Hotel Verdes Ramos - Av. David Federmann, 206. Tel. (42) 3237-2881

 

Hospedagem Rural (19 km do início da caminhada):

- Pousada Serra do Piraí - PR–090 (estrada para Ventania), km 159. Tel. (42) 4063-9116 / WhatsApp: (42) 9994-6446 / www.pousadaserradopirai.com.br

 

APOIO:

IGUAÇU CELULOSE, PAPEL S.A.

PREFEITURA MUNICIPAL DE PIRAÍ DO SUL

PREFEITURA MUNICIPAL DE CASTRO

ASSOCIAÇÃO DE PEQUENOS AGRICULTORES SULINOS

SABOR ALTERNATIVO Produtos Naturais

VERDE BRASIL Alimentos Orgânicos

POUSADA SERRA DO PIRAÍ

SUPERMERCADO MOREIRA

A cidade de Piraí do Sul localiza-se a 30 km de Castro, 70 km de Ponta Grossa e 180 km de Curitiba, com acesso por estradas duplicadas (BR 277 / BR 376 / PR 151) e em boa condições de pavimentação.

O início da caminhada será na sede da Floresta Nacional (FLONA) de Piraí do Sul, distante 6 km do centro da cidade. Para quem chega vindo de Castro, o acesso se dá pela direita da rodovia, no topo da segunda elevação após o Posto da Polícia Rodoviária Estadual/Balança Rodonorte, antes da primeira entrada da cidade. No local há uma placa marrom, com a indicação "Floresta Nacional de Piraí do Sul". Do asfalto, o percurso em estrada de terra em boas condições é de apenas 1 km, havendo outra placa que indica a entrada para a Floresta Nacional.

Quem vem de Piraí do Sul, deve tomar a PR 151, sentido Castro. Depois da saída da cidade pela estrada de Ventania (PR-090), deve-se efetuar o segundo retorno (onde há uma placa marrom, no canteiro central, com a inscrição "Floresta Nacional de Piraí do Sul"), voltando no sentido Piraí do Sul e após, no alto do morro, dobrar à direita, conforme as instruções acima.

As coordenadas do ponto de concentração são: (WGS 84): UTM 22J / 608635 / 7281964, ou 24º34'21,01" S / 49º55'37,80" O

  • Responsável :Gustavo Nabrzecki
  • (42) 3237-1115
  • flonapiraidosul.pr@icmbio.gov.br

O ciclo econômico do tropeirismo, através do vai-e-vem das tropas, contribuiu também para ligação territorial brasileira na região sul, pois através do caminho as tropas, criaram um imenso corredor cultural, influenciando os usos, costumes, tradições e cultura da época e a miscigenação das raças. Isso tudo porque as tropas percorriam um trecho de 40 quilômetros por dia, para daí fazerem as paradas.

Geralmente nestes pontos, os tropeiros encontravam abrigo, boa água, lenha e eram regularmente repetidos por causa dessas facilidades. Ao redor deles e com a freqüência das tropas foram sendo criados pontos de comércio que deram origem aos arraiás, povoados, freguesias, vilas e finalmente cidades. No Paraná o trecho é composto por quase 500 quilômetros passando por 16 municípios: Rio Negro, Campo do Tenente, Lapa, Porto Amazonas, Palmeira, Balsa Nova, Campo Largo, Ponta Grossa, Carambeí, Castro, Tibagi, Telêmaco Borba, Piraí do Sul, Jaguariaíva, Arapoti e Sengés. Desta forma cruzando o Paraná, os tropeiros influenciaram o progresso nos estados por onde passaram e também pelos produtos que eram distribuídos por eles aos demais pontos do país. O corredor do progresso iniciado por estes homens no inicio do século XVIII, levando as riquezas, persistiu até a década de 30 do século passado.

O povoamento da localidade onde hoje se encontra Piraí do Sul foi iniciado em princípios do século XVII, numa gleba de propriedade do Padre Lucas Rodrigues França, filho do Capitão-Governador João Rodrigues França. A fazenda propriedade do Padre Lucas se localizava no vale do rio Piraí. O primeiro nome da localidade foi o de Bairro da Lança.

Nos meados do século XIX os moradores do bairro da Lança, construíram a Capela do Senhor Menino Deus e em torno do novo templo, foram se erguendo vivendas que formaram a povoação de Lança. Dentre os primeiros habitantes da localidade, destacaram-se João da Lança, Joaquim Guerreiro e outros.

Pela Lei nº 329 de 12 de Abril de 1872, o povoado de Lança foi elevado a categoria de freguesia, com a denominação de Freguesia do Senhor Menino Deus de Piraí, integrando o território do Município de Castro. Em virtude da Lei provincial nº 631 de 5 de março de 1881, Piraí foi elevado a categoria de Vila, com território desmembrado de Castro.

O novo município foi instalado solenemente em 24 de Julho de 1882, data em que foi também empossada a primeira Câmara Municipal. Ao efetuar-se a revisão do quadro territorial do Estado, em 1943, a denominação do município foi alterada para Mirim. Por força do Decreto-Lei Estadual nº 2 de 10 de outubro de 1947, mais uma vez foi modificada a denominação do Município, que passou a denominar-se Piraí do Sul, nome que ainda conserva até a presente data.

As informações citadas aqui foram obitidas no .



  • Não existem Pousadas cadastradas
Ainda não possuimos informações cadastradas sobre as Propriedades Rurais nesta Cidade que estarão neste Evento.